quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

App para Facebook permite listar pessoas para contato sexual

Um app para Facebook lançado na semana passada está atraindo a atenção dos usuários e da mídia devido por propor um método direto de conseguir parceiros sexuais na rede. Chamado Bang with Friends, o app permite ao usuário indicar com quais contatos de sua lista de amigos ele toparia fazer sexo.

Caso a outra pessoa faça o mesmo, ambos são notificados por meio de uma mensagem. Caso o interesse não seja recíproco, a iniciativa do primeiro usuário permanece em sigilo.


De acordo com o blog Mashable, a aplicação ganha cinco novos usuários a cada minuto e já teria superado a marca de 30 mil clientes. O app foi criado por um trio de amigos da Califórnia que não revela suas identidades.

Por enquanto, o app permite apenas demonstrar interesse em pessoas do sexo oposto. Caso uma pessoa não liste seu gênero (masculino ou feminino) no Facebook, ela pode aparecer na lista errada.

Uma versão para permitir convites homossexuais no serviço deve ser lançada em breve. Apps para iOS e Android também estão nos planos dos desenvolvedores.



Telefônica mostra smartphone Firefox OS e testa 4G

A Telefônica irá testar a tecnologia 4G durante a Campus Party, anunciou Antônio Carlos Valente, presidente do grupo no Brasil. Além dos promotores da Vivo, que circulam pelo pavilhão explicando o funcionamento da rede 4G e seus benefícios, a operadora oferece 170 aparelhos com o sistema Firefox OS para desenvolvedores.
Durante sua fala, Valente destacou que os primeiros aparelhos devem chegar às lojas ainda no segundo semestre, em parceria com várias fabricantes. A Telefônica Vivo espera que a parceria com a Mozilla traga aparelhos mais baratos e com maior número de funcionalidades ao mercado. A principal bandeira do sistema é o desenvolvimento em HTML5 e CSS3, que ajudaria a atrair desenvolvedores.

A fabricante chinesa ZTE afirmou que planeja, em conjunto com uma operadora europeia, lançar o primeiro smartphone com o sistema Firefox OS este ano na Europa. Mesmo sem detalhes do aparelho, o modelo da ZTE pode chegar ao mercado antes dos brasileiros.

A Mozilla já havia revelado, quando anunciou o Firefox OS em 2012, que seus principais parceiros no desenvolvimento de dispositivos baseados na nova plataforma seriam a ZTE, Qualcomm e TCL. Para o Brasil, os fabricantes ainda não foram apresentados.

Valente também destacou os números da edição 2013 da Campus Party, entre eles a conexão de 30 GB disponível para os 8 mil campuseiros e o grande número de palestras e oficinas.



Tribunal rejeita apelo da Apple contra Samsung

A decisão remove uma das ameaças que existiam contra a Samsung. Em caso de decisão contrária, a empresa poderia se ver forçada a pagar o triplo da indenização original, ou mais de 3 bilhões de dólares, o que representaria o pior cenário para o balanço da companhia, de acordo com analistas e especialistas em patentes.

No momento, a Samsung vem abrindo vantagem sobre a maior rival no mercado de smartphones que a Apple literalmente criou com o primeiro iPhone, em 2007. Em dezembro, o mesmo tribunal norte-americano negou uma petição da Apple por uma liminar que suspendesse permanentemente a venda de smartphones da Samsung no país.

A decisão da terça-feira reverte a constatação do júri de que a Samsung agiu "deliberadamente" ao violar diversas das patentes da Apple, uma constatação que embasaria o pagamento de indenização triplicada.

"Na medida em que a Apple trata de suas vendas perdidas com as violações, ela discute apenas os ganhos da Samsung e não faz qualquer esforço para identificar quaisquer perdas específicas que tenha sofrido", escreveu a juíza federal Lucy Koh em sua decisão.

Koh afirmou que o tribunal não podia elevar a indenização "dado que a Apple não demonstrou claramente de que forma teve sua remuneração reduzida em função das perdas que sofreu com a diluição pela Samsung de sua identidade visual", ou seja, a aparência e forma de operar de seus produtos.

Ela afirmou que o júri que julgou o caso no ano passado e decidiu que a Samsung havia copiado características essenciais do iPhone e do iPad havia tido ampla oportunidade de reembolsar a Apple por conta do uso de seus designs de produto pela Samsung.

Koh também rejeitou os apelos de duas empresas por um novo julgamento, bem como uma petição da Apple para que fossem julgadas de novo as violações de patentes do Samsung Galaxy Tab 10.1 com relação ao design do iPad. O júri decidiu no caso anterior que a Samsung não era culpada por violação da patente relacionada ao Galaxy Tab 10.1.



Em clima de tudo ou nada, RIM apresenta hoje BlackBerry 10

Depois de meses de especulações e rumores, a Research In Motion (RIM) finalmente anunciará nesta quarta-feira o seu novo sistema operacional, o BlackBerry 10, além de novos smartphones. Em um lançamento global, Thorsten Heins, CEO da RIM, irá enfrentar o olhar atento dos analistas de mercado e o julgamento dos consumidores. E precisa causar uma boa impressão para conseguir retomar um lugar ao sol entre as cinco maiores fabricantes de smartphones do planeta. 

A tarefa, contudo, não será fácil, ainda mais quando se considera os números finais do mercado de telefones móveis em 2012. Segundo a consultoria IDC, a empresa fechou o ano passado com queda de 36,4% em sua participação. Atualmente, apenas 4,6% deste enorme mercado estão nas mãos dos dispositivos BlackBerry. Como consequência, a RIM se viu fora do ranking das grandes marcas, uma lista dominada pela Samsung, Apple, Huawei, Sony e ZTE, respectivamente.

Para dar conta do recado, a RIM parece ter traçado um ambicioso plano de lançamento de novos aparelhos e no desenvolvimento de um sistema operacional sólido. Nesta quarta-feira, espera-se que a empresa lance dois modelos. Um será equipado com um teclado virtual, enquanto o outro pode vir com teclado do tipo QWERTY. Suspeita-se ainda que os aparelhos contem com suporte para rede 4G LTE e especificações comparáveis às de seus rivais, iPhone 5 e Galaxy S III.

Mas estes não devem ser os únicos smartphones da empresa em 2013. Durante a última CES, um executivo do alto escalão da empresa declarou que, apenas para este ano, a RIM pretende lançar seis aparelhos, e que devem atender a todas as faixas de preço. A estratégia funcionou muito bem para a Samsung, por exemplo. Com um portfólio diversificado e que inclui aparelhos básicos e avançados, os sul-coreanos conseguiram se consolidar em 2012 como os maiores fabricantes de celular do planeta.

Nenhum smartphone, porém, é bom o suficiente sem um sistema operacional bem estruturado. Portanto, outro desafio a ser superado pela RIM será a receptividade do mercado ao seu BlackBerry 10. Especula-se que o software irá permitir o uso de até oito apps de forma simultânea, algo que nenhum dos seus concorrentes é capaz de fazer. Além disso, seu navegador será baseado em HTML 5 e poderá reproduzir conteúdo em Flash, superando o iPhone 5, por exemplo.

Outro passo importante no caminho de volta aos holofotes, e mais um desafio na extensa lista de lições de casa que a RIM precisa completar, é sua loja de aplicativos, a BlackBerry World. Na semana passada, o site foi reformulado e agora conta com um variado catálogo de música, filmes e seriados.

Nesta quarta-feira, dia do tudo ou nada, a loja virtual conta com, pelo menos, 70 mil apps disponíveis para download. Um número pequeno, é verdade, especialmente quando comparado ao ambiente da App Store, da Apple, que agrega cerca de 700 mil aplicativos.

Google explica o que faz pela privacidade dos usuários

O Google divulgou documento no qual explica como age diante de pedidos governamentais para a abertura de informações pessoais de quem usa seus serviços. O relatório é parte das ações do ‘Dia da Privacidade de Dados’, celebrado ontem, 28 de janeiro.


A companhia de buscas informa que recebe “dezenas de cartas, faxes e e-mails de agências governamentais e tribunais em todo mundo", pedidos geralmente ocasionados por investigações oficiais. O desafio, portanto, é buscar o equilíbrio entre solicitações legítimas e aquelas que possam soar como abusivas na tentativa de obter dados alheios para uso indevido.
No texto, divulgado em seu blog oficial, o Google afirma que pretende garantir aos documentos online a mesma segurança que se aplica aos físicos, aqueles que as pessoas guardam em suas casas. Para isso, listou quatro práticas exercidas na busca pela segurança online de seus usuários. São elas:
 
•"Analisamos cada pedido com cuidado para nos certificarmos de que está de acordo com a lei e nossas políticas. Para considerarmos a solicitação, é preciso que ela seja feita por escrito e assinada por um funcionário autorizado da agência solicitante, além de emitida à luz de uma lei adequada.


•Avaliamos o escopo do pedido. Se é excessivamente amplo, podemos nos recusar a fornecer as informações ou procurar restringir o pedido (em inglês). Fazemos isso com freqüência.

•Quando apropriado, notificamos os usuários sobre as solicitações oficiais para que possam contatar a entidade solicitante ou consultar um advogado. Às vezes, não podemos fazê-lo, ou porque estamos legalmente impedidos (neses casos, às vezes, procuramos revelar que estamos sob políticas de mordaça ou busca filtrada) ou não temos suas informações corretas para entrar em contato.

•Solicitamos às agências governamentais, quando estão conduzindo investigações criminais, que consigam um mandado de busca para que possamos fornecer informações de um usuário sobre suas buscas ou sobre conteúdo privado armazenado em uma conta Google - tais como mensagens do Gmail, documentos, fotos e vídeos do YouTube. Nós acreditamos que um mandado é necessário para esse tipo de ação, de acordo com a Quarta Emenda da Constituição dos EUA, que proíbe busca e apreensão sem motivo , além de substituir disposições conflitantes no ECPA."

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Google+ é a segunda rede em número de cadastros ativos

De acordo com os dados divulgados pela britânica Global Web Index, a rede social da Google chegou aos 343 milhões de cadastros ativos em dezembro de 2012. O número coloca o Google+ como a segunda maior rede social da internet, ficando atrás apenas do Facebook e seus 693 milhões de frequentadores.

A informação mostra que a rede da Google tem potencial para crescimento e que a empresa tem acertado ao associar as contas pessoais aos diferentes serviços disponibilizados na internet. O YouTube, contabilizado pela primeira vez como uma plataforma social, ficou em terceiro lugar.

Usuários ativos e usuários passivosO Google+ ainda sofre para se estabelecer como um concorrente para o Facebook. A rede da Google é vista como um lugar deserto ou uma cidade fantasma. O crescimento no número de usuários pode parecer um bom sinal para a empresa, mas vale lembrar que muitas pessoas utilizam a rede de forma indireta, para acessar serviços associados.

Por essa razão, apesar da Google configurar a segunda e a terceira colocação nessa pesquisa, com o Google+ e com o YouTube respectivamente, é possível entender que são os mesmos cadastros que contabilizam nas duas redes – são visitantes do YouTube que entram com suas contas no Google+.
O futuro das redes sociais parece mesmo se direcionar a este modelo de conectividade passiva, em que o cliente utiliza sua conta para ter acesso aos serviços e não necessariamente para interagir socialmente. As informações de navegação são associadas ao perfil, que passam a funcionar como um histórico de seus gostos e preferências virtuais. A troca na rede passa a ser indireta, sem a contribuição ativa do cliente.

Os dados mostram que o Facebook ainda é o principal canal utilizado pelas pessoas para acessar e fazer logins em outras páginas da internet, mas que a Google cresce associando YouTube, Docs e outros serviços às contas pessoais do Google+. Porém, no que se trata de conectividade ativa e consciente, em que o cliente sabe e tem a intenção de estar interagindo em uma rede social, o Facebook continua sendo a maior referência do público.

Fonte: tecmundo

Whatsapp é acusado de quebrar leis internacionais de privacidade

O Whatsapp é um dos apps mais famosos do mundo. Atuando como uma espécie de mensageiro instantâneo, é possível enviar, através do aplicativo, mensagens de texto e fotos para pessoas de todo o mundo, apenas utilizando o plano de dados do aparelho (ou uma conexão Wi-Fi). Agora, o programa é alvo de acusações do governo do Canadá e da Holanda, devido à maneira como acessa as informações dos usuários.

Segundo a Reuters, o Departamento da Comissão de Privacidade do Canadá e o Departamento de Proteção de Informações da Holanda divulgaram um relatório conjunto em que acusam o Whatsapp de violar leis de privacidade, já que os usuários têm de fornecer os números de telefone de sua agenda para usar o app. Não existe uma alternativa, como incluir apenas os contatos que utilizam o aplicativo.

Segundo as autoridades canadenses e holandesas, essa falta de escolhas quebra leis dos dois países, já que tanto os usuários quanto os não usuários deveriam ter controle sobre seus dados pessoais. A ideia é que deveria ser facultativo informar todas as informações privadas para o Whatsapp.

Mudanças já podem estar sendo feitas
Um dos pontos da investigação descobriu que o Whatsapp retém números de celulares que não utilizam o serviço, o que quebraria algumas leis. Por causa disso, a empresa por trás do aplicativo já teria se comprometido a fazer algumas mudanças para proteger a privacidade dos usuários, permitindo inclusão manual de contatos. Em setembro de 2012, o app teve novas medidas de encriptação aplicadas, mostrando um reflexo aos pontos levantados pela investigação.

A agência governamental holandesa continuará monitorando o Whatsapp, podendo aplicar multas se as irregularidades continuarem. A empresa por trás do aplicativo não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Fonte:tecmundo

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Google explica como e em que situações fornece dados de pessoas ao governo

Você sabia que hoje é feriado internacional na internet? Todo 28 de janeiro é o “Data Privacy Day”, ou Dia da Privacidade de Dados – e, em vez de folga ou festividades, as pessoas se empenham em promover educação na internet e divulgar o tema a quem ainda não se sente seguro na rede.



A Google também resolveu “comemorar” o dia de um jeito diferente: lançou em seu blog oficial um texto explicando como a empresa age quando o governo pede dados pessoais de cadastrados no sistema da empresa – e como isso pode afetar qualquer um.

Como funciona?
Ações típicas em investigações governamentais, tais pedidos são primeiramente analisados pela empresa, já que devem se adequar às políticas internas e à legislação em si. Em seguida, é avaliado se o fornecimento é possível (ele é negado se for muito vasto, como dados de centenas de pessoas, por exemplo).

Com o sinal positivo, os membros envolvidos no processo são então notificados legalmente para que possam recorrer a um advogado (às vezes isso não é permitido antes da coleta de provas). Por fim, após receber um mandado de busca, ela autoriza o acesso a dados pessoais e a conteúdos como fotos, mensagens de email e documentos armazenados.

Fonte: tecmundo

Desbloquear o celular é ilegal nos EUA

A partir do dia 26 desbloquear um aparelho de celular nos Estados Unidos é uma atitude que vai contra a lei. Isso tudo graças a uma medida aprovada pelo Congresso norte-americano. Assim, se você comprou um celular vinculado a um plano de operadora, saiba que para desbloqueá-lo é preciso ter uma autorização da empresa.

Obviamente a medida não impede que os consumidores façam isso por conta própria. Entretanto, o decreto torna esse tipo de desbloqueio algo “extraoficial”, desobrigando as operadoras de fazerem isso, por exemplo, em suas lojas físicas. A lei prevê ainda que mesmo após o final do contrato o desbloqueio só pode ser feito mediante autorização.

Ainda não se sabe de que maneira essa decisão pode impactar no mercado norte-americano. Diferente do que acontece por aqui, nos Estados Unidos são as operadoras que ditam as regras sobre as fabricantes, escolhendo muitas vezes quais recursos elas querem nos aparelhos e por qual preço eles serão comercializados.

Dessa forma, caso as operadoras decidam mesmo levar a sério a decisão e comprar uma briga contra os consumidores, poderemos ter no futuro celulares cujas funções são rastreadas ou ainda desabilitadas se o proprietário tentar desbloqueá-lo ou baixar de forma ilegal conteúdo protegido por direitos autorais
.
Fonte: tecmundo

sábado, 26 de janeiro de 2013

Governos tiram a liberdade da internet, diz inventor da web

O inventor da "World Wide Web" alertou que o controle governamental está limitando as possibilidades da internet, enquanto dezenas de países e empresas sinalizaram para um acordo de cibersegurança no fórum de Davos.Os comentários de Tim Berners-Lee no Fórum Econômico Mundial se inscreveram em um debate mais amplo entre os delegados sobre o futuro da internet, particularmente em como equilibrar abertura com privacidade e segurança.

 Enquanto a diretora do Yahoo!, Marissa Mayer, disse ao fórum existir uma "negociação" entre privacidade e os benefícios de seus serviços cada vez mais personalizados oferecidos pelas gigantes da internet, o fundador da rede afirmou que questões éticas estão em jogo. "O sonho é uma internet mais aberta", disse Berners-Lee aos participantes do encontro no resort de esqui suíço, citando a mídia social como uma forma de derrubar as barreiras.
 Mas ele disse que o suicídio recente de Aaron Swartz, um ciberativista de 26 anos que era acusado de copiar ilegalmente e distribuir milhões de artigos acadêmicos, chamou atenção para os esforços do governo em policiar a internet. "Ele fez muitos downloads e então o serviço secreto dos Estados Unidos decidiu que era um hacker. Para eles, o termo não é elogioso no sentido que lhe dou. Para mim um hacker é alguém que é criativo e faz coisas maravilhosas", afirmou.

Berners-Lee que lançou a primeira página na internet sobre o Dia de Natal de 1990 e é apontado como o criador da World Wide Web pediu aos governos que divulguem mais dados, afirmando que outros poderiam usá-los para encontrar soluções para questões como por exemplo problemas econômicos ou de saúde.  "Eles podem te dar 101 razões para não fazer isto, mas se baseiam em controle", disse Berners-Lee ao fórum.

Mayer, CEO do Yahoo!, fez uma abordagem diferente quando se trata de dados sobre usuários individuais mantidos por companhias como a dela e outras gigantes na internet, como Facebook e Google. "Eu acho que a privacidade sempre vai ser algo que os usuários devem considerar. Mas também penso que a privacidade é uma negociação", afirmou.

 "Porque quando você dá informações pessoais, você obtém funcionalidade de volta", acrescentou. Mayer, de 37 anos, que assumiu o comando da Yahoo! em julho depois de 13 anos no Google, em uma manobra com vistas a revigorar a combalida empresa de internet, disse que o futuro consiste na crescente "personalização" da web.

Ela previu o domínio, nos próximos anos, de dispositivos de internet portáteis para receber conteúdo personalizado. "Realmente é importante se você olha para o que está acontecendo em termos de mudança para a plataforma móvel", acrescentou, destacando que o número de tablets e smartphones triplicaram em cinco anos e que os tablets irão superar em venda.

Fonte: Info abril

Um terço dos ataques virtuais em 2012 veio da China

Um terço de todos os ataques virtuais de 2012 teve origem na China, segundo relatório divulgado pela Akamai. O relatório “State of the Internet” divulgado pela Akamai, uma das maiores distribuidoras de rede do mundo, identificou um significativo crescimento na porcentagem de ataques originários na China.
 No segundo trimestre de 2012, apenas 16% dos ataques vieram da China, mas aumentaram para 33% ao final de setembro. Os Estados Unidos aparecem em segundo lugar na lista, com 13% no último período.

O Brasil é o único país latino-americano a configurar entre os 10 principais países de origem dos ataques cibernéticos. O país está em sexto lugar, tendo originado 3,8% dos ataques no mesmo período de 2012. Além dos dados sobre ciberataques, a Akamai também divulgou informações sobre os países com melhores velocidades de banda larga.

 O primeiro colocado segue sendo a Coreia do Sul com média de velocidade de 14,2Mbps, seguido de perto pelo Japão com 10,5 Mbps. O Brasil não configura entre os 10 primeiros, mas, segundo a Akamai, o país registra média de velocidade de 2,2 Mbps. A média brasileira ainda segue abaixo da média global com velocidade de conexão em 2,8 Mbps. Segundo a Akamai, o pico de velocidade em 2012 foi registrado em Hong Kong com 54 Mbps.

Fonte:Info abril

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

808 PureView foi o último smartphone com Symbian, diz Nokia

A Nokia confirmou que seu smartphone 808 PureView com câmera de 41 megapixels foi o último dispositivo que a empresa lançou rodando a plataforma Symbian. As informações constam no balanço anual de 2012 divulgado nesta quinta-feira, 24, pela Nokia.
 “Durante nossa transição para o Windows Phone ao longo de 2012, também continuamos a lançar dispositivos com Symbian. O Nokia 808 PureView, que demonstrou nossa capacidade de lidar com imagens e que foi lançado em meados de 2012, foi o último aparelho Symbian apresentado pela Nokia”, diz a empresa no relatório.

 Embora a citação da Nokia pareça inconclusiva, não será mesmo uma surpresa caso a empresa não lance mais nenhum dispositivo Symbian. Isto porque, em seu relatório, a empresa cita que vendeu apenas 2,2 milhões de smartphones Symbian em 2012, contra os 9,3 milhões de dispositivos Asha e 4,4 milhões de aparelhos Windows Phone.

 A decisão da Nokia de abandonar de vez o Symbian já estava traçada desde o início da parceria com a Microsoft anunciada em 2011. No mesmo ano, a empresa também encerrou as vendas de dispositivos com Symbian nos Estados Unidos, alegando que manteria o foco em lançamentos com o sistema Windows Phone.

O Nokia 808 PureView redefiniu as possibilidades do uso de câmera fotográfica em smartphones, com sua tecnologia que permite ampliar imagens detalhadamente em função da qualidade de seu sensor de 41 megapixels. Há rumores de que a Nokia pretende lançar uma versão do 808 PureView com Windows Phone e que pode ser revelado já na feira Mobile World Congress, que ocorre em Barcelona no final de fevereiro.

Fonte: Info abril

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Intel confirma que deixará de fabricar placas-mãe para desktop

Está chegando ao fim a era das placas-mãe da Intel para desktops. A companhia confirmou ao PC World que, se tudo ocorrer de acordo com o planejado, a divisão responsável pela criação destes produtos vai ser encerrada até 2016.

A produção vai acabar assim que as placas-mãe Haswell, desenhadas para ultrabook, começarem a sair da fábrica. Inclusive, o lançamento dela foi até adiado por alguns meses para dar mais tempo para os investimentos em PCs.

A Intel vem encontrando forte concorrência no ramo e, por isso, mudou seu foco para a área de dispositivos móveis e portáteis. Atualmente, por exemplo, ela fez o design interno de sete smartphones e também produz chips para tablets com estrutura x86.

A apresentação da companhia na CES 2013 já foi um indício do que está por vir. Entre as novidades da Intel na feira, nada de PCs, mas sim ultrabooks mais baratos, tecnologia de controle gestual e, claro, muitos aparelhos com touchscreen.

Apesar de parar de fabricar as placas-mãe, a Intel garante que vai continuar a incentivar fabricantes do ramo e a dar suporte aos modelos atuais. A empresa também não deve abandonar os tudo-em-um.

Fonte: Tech tudo

Nokia EOS será o primeiro Windows Phone com o sistema completo do PureView

A consagrada tecnologia PureView já está presente na câmera do novo Lumia 920, com Windows Phone 8, mas a Nokia parece pretender fazer mais do que isso. De acordo com informações do site The Verge, a fabricante finlandesa lançará um novo smartphone com um sistema de hardware e sensores semelhante ao do Nokia 808; considerado como "a melhor câmera de smartphone do mundo" por diversas publicações, com 41 megapixels.

O gadget tem o codinome interno de Nokia OES e será apresentado já na MWC 2013, evento de tecnologia que acontece no mês de fevereiro. O telefone fará parte da linha de smartphones top de linha para 2013.

Na época, o sensor de 41 megapixel do 808 foi uma atração e tanto para o mundo dos smartphones e, desde o seu lançamento, havia uma enorme expectativa em torno da possibilidade de um sucessor com Windows Phone.

Segundo as fontes do The Verge, o produto ainda terá outro diferencial: seu case será de alumínio, abandonando o policarbonato, já tradicional na linha Lumia. Ainda, este será o primeiro dos telefones da Nokia com este novo aspecto: a empresa estaria também produzindo um sucessor para o Lumia 920 com esta aparência para os próximos meses.

Além dos smartphones, que podem chegar a seis somente neste primeiro semestre, a Nokia também estaria com planos de apresentar um tablet. Ainda de acordo com o The Verge, o aparelho terá Windows RT e pode estrear nos próximos meses.

Fonte: Tech tudo

Óculos do Google poderão projetar teclado virtual

Uma patente registrada pelo Google poderá dar novas opções de meios de comunicação para os óculos Project Glass da empresa. Os desenvolvedores que começarão a mexer com o Project Glass neste mês também poderão explorar a nova patente da empresa que permitiria incluir um projetor a laser nos óculos.
 A patente foi registrada nesta sexta-feira nos Estados Unidos e mostra versões dos óculos que incluem um projetor a laser que exibe um teclado completo no braço do usuário ou parte dele na mão, podendo assim utilizar o corpo como uma tela sensível ao toque.

A descrição da patente diz que a câmera dos óculos interpreta os gestos do usuário, para que ele aceite os dados vindos de teclas virtuais ou a partir de movimentos das mãos. A patente, claro, ainda se trata de uma hipótese e não há garantias de que a tecnologia possa de fato ser incorporada no dispositivo.

Mas a mesma demonstra uma preocupação do Google e seus engenheiros em melhorar as opções de entrada de dados no Project Glass, reconhecendo também que para um dispositivo eletrônico de vestuário é importante investir em tecnologia além do controle de voz.

Fonte: Info abril

Migrar para o Windows 8 vai custar bem mais caro a partir de fevereiro

Quando a Microsoft anunciou no ano passado que a oferta de upgrade para o Windows 8 era por tempo limitado, muitos imaginaram que a companhia pudesse repensar essa decisão no futuro, mantendo o valor de US$ 40 para aqueles que quisessem migrar do Windows XP, Vista ou 7 para o Windows 8.
Entretanto, o período de desconto deve ser encerrado no dia 31 de janeiro e o valor da atualização passará a custar US$ 120 (o equivalente a R$ 245, sem impostos). Para aqueles que desejarem ter o Windows 8 Pro, o valor deve chegar a US$ 200 (o equivalente a R$ 410, sem impostos).  

No Brasil, a oferta de atualização também está prevista para chegar ao fim no dia 31 de janeiro, mas ainda não há informações sobre quanto o software deve custar após essa data. Atualmente, no site da Microsoft, a atualização para o Windows 8 Pro pode ser comprada por R$ 69.

Fonte: tecmundo

Anatel vai investigar promoções das operadoras de celular

A Anatel aprovou nesta semana o direito às operadoras de telefonia celular de fazerem diversas promoções. Entretanto, apesar da liberdade, a agência garante que vai fiscalizar com rigor o desempenho dos serviços, de forma que a qualidade final para os usuários não seja prejudicada.
“Nós não acompanhamos essas promoções, estamos preocupados com a qualidade da rede. Como as operadoras estão dentro do plano de avaliação, é importante que elas comuniquem à Anatel o que vão fazer”, explica João Rezende, presidente da Agência.“Estamos mandando um ofício dizendo que elas façam as promoções que julgarem convenientes, mas que analisem sempre de olho na qualidade do serviço”, completa. 

O presidente da Anatel destacou ainda que, no plano de melhorias apresentado no ano passado, nenhuma das operadoras havia levantado a hipótese de realizar promoções por isso a Anatel quer conferir de perto qual será o impacto delas na qualidade final.

Fonte: tecmundo

Conheça os smartphones com as baterias mais duráveis

A bateria é um dos pontos fracos mais comuns dos smartphones, já que os aparelhos inteligentes possuem telas muito brilhantes, acesso à Internet, jogos pesados e sistemas operacionais bem complexos, que gastam muita energia. Por isso, na hora de comprar, vale a pena considerar quais são os modelos com as baterias mais duráveis.
Motorola Razr Maxx - O Razr Maxx da Motorola foi apresentado na época de seu lançamento como o celular com a melhor bateria do mercado. O aparelho, com uma bateria de 3300 mAh, consegue ficar quase 20 horas de uso moderado - com uso frequente de internet, jogos e ligações - sem descarregar. Em stand-by, o dispositivo aguenta cerca de 3 dias. 

 No exterior, a Motorola lançou uma versão do smartphone com tela em HD e bateria ainda superior, o Razr Maxx HD. O modelo aprimorado, que ainda não chegou ao Brasil, tem um desempenho ainda mais surpreendente e é capaz de ficar 28 horas sendo usado sem precisar de recarga.


Motorola Razr HD - Recém-lançado no Brasil, o Razr HD não chega prometendo a melhor autonomia do mundo - já que sua característica mais marcante é ser o primeiro aparelho com 4G no Brasil -, mas também consegue se destacar bastante neste quesito. Seu desempenho é ainda melhor que o do Maxx - com cerca de 22 horas de autonomia -, embora seja inferior ao do Maxx HD. O impressionante é que a bateria do Razr HD não é tão grande quanto a dos seus irmãos - com 2500 mAh -, mas se mantém muito bem mesmo com um bom hardware e uma tela muito iluminada.
Samsung Galaxy Note 2 - Por conta de sua tela gigante, de 5,5 polegadas, e do hardware potente, o foblet sul-coreano ganhou uma grande bateria de 3100 mAh, que garante uma autonomia muito boa para um aparelho tão avançado. O desempenho do Note 2 não chega a se comparar com o Razr Maxx HD - que tem uma bateria ainda maior -, mas o smartphone da Samsung sobrevive a boas 16 horas de uso moderado.
Nokia Lumia 800 - O Lumia 800, quando foi lançado, tinha como grande característica a bateria pífia, que descarregava totalmente em poucas horas de uso razoável. Para contornar o problema, então, a Nokia disponibilizou tempos depois uma atualização para o modelo que otimizava o tempo de vida da bateria  e como otimizou! 

Depois do update, o aparelho passou a durar quase 24 horas de uso moderado. Além do bom desempenho da bateria, o Lumia traz ainda uma função nativa de economia de energia. Quando ativada, ela faz com que o aparelho impeça qualquer aplicativo de rodar em segundo plano e desabilita o recebimento automático de e-mails. Com isso, o smartphone ganha cerca de 5 horas extras de autonomia.
Motorola RAZR i - Um dos modelos mais caprichados já feitos pela Motorola, o Razr i tem como principal destaque seu chip Atom de 2 Ghz, produzido pela Intel. Uma das características do processador é gastar menos energia, e toda a estrutura do smartphone colabora para a economia: a sua tela não é muito grande e nem iluminada exageradamente. O i é o terceiro melhor smartphone da Motorola em matéria de economia de energia, perdendo apenas para os irmãos Maxx e HD. Sua bateria pode chegar a cerca de 15 horas de uso razoável sem necessidade de recarga.
Lenovo IdeaPhone P770 - Apesar de não ter sido lançado no Brasil - e de ter poucas chances de aparecer por aqui - o smartphone da Lenovo merece menção honrosa. Considerado o aparelho com "a melhor autonomia do mundo", o IdeaPhone P770 tem uma bateria maior que a do Razr Maxx HD e promete 29 horas de uso intenso sem descarregar. A promessa não é difícil de ser cumprida, já que a bateria do modelo é muito grande (3500 mAh) e ele não chega nem perto de ter especificações tops de linha. O P770 possui configurações medianas, tendo somente o Android 4.1 Jelly Bean e a autonomia como destaque.

Fonte: Tech tudo

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Facebook lança serviço de ligação para usuários nos EUA

O Facebook disponibilizou um novo recurso para usuários nos Estados Unidos que irá permitir fazer ligações por meio da rede social. A nova função foi incorporada na versão para iPhone do app Messenger e vai permitir realizar chamadas gratuitas por meio de uma rede Wi-Fi ou 3G.
Para ligar para uma outra pessoa, o usuário precisará apenas iniciar uma conversa e então pressionar o botão “i”, exibido no canto superior direito da tela. Com o novo recurso, o Facebook passa a competir com apps como o Viber e o Skype, da Microsoft, que oferecem o mesmo recurso, porém, possuem uma base menor de usuários.

Por enquanto, o recurso está disponível apenas para a versão para iPhone do app. O Facebook não informou quando deve estender o serviço para outras regiões
.

Fonte: Info abril

Ubuntu Phone: bonito aos olhos, mas será eficaz com tanta concorrência?

O Ubuntu Phone OS é um dos lançamentos mais interessantes do mundo mobile nos últimos anos. Esperado há tempos pelos rumores e anunciado oficialmente na semana anterior a CES 2013, em Las Vegas (EUA), finalmente os consumidores puderam ver o produto da Canonical funcionando. E quando falamos em "ver", a expressão deve ser interpretada em seu sentido literal: os expositores restringiram todo e qualquer acesso físico aos aparelhos. Ainda assim foi possível perceber que o sistema é redondo, bonito, funcional e tem potencial para mexer com o mercado.
O Ubuntu não é nenhum estranho no mercado, como costuma-se pensar quando falamos em distribuições Linux. Muito pelo contrário: aqui no Brasil o sistema é o preferido das fabricantes na montagem de PCs e notebooks populares. O hardware que usaram para demonstrar o Ubuntu Phone, por outro lado, está mais para a linha "top": trata-se de um Google Nexus 4, recém-lançado aparelho da LG que anda em falta no mercado, dado a alta demanda.

Ainda que em uma tela menor que a do PC, o novo sistema para smartphones manteve várias características da versão para desktops. O dock, conhecido por todos, está lá. O design e as cores também. Mas o mais interessante é a completa ausência de botões - ou da funcionalidade deles. Afinal, o Ubuntu Phone é feito para ser totalmente controlado por gestos, sem botões - sejam eles físicos ou virtuais, como conhecemos. 
Na demonstração, o especialista da Canonical David Pitkin mostra que o acesso aos comandos "nunca foi tão intuitivo". Com movimentos laterais ou verticais, tudo fica ao alcance do usuário. Além disso, a integração dos apps nativos com os "de terceiros" é bastante fluida e interessante ao usuário.

Mas nem tudo são flores: durante a exibição alguns programas engasgaram ao serem carregados. A tela chegou a congelar por alguns segundos e o aparelho não respondia bem aos comandos. Como o modelo é um protótipo, é cedo para fazermos uma avaliação mais criteriosa; ainda mais levando-se em consideração a leveza e a estabilidade dos Ubuntu para desktops.

Do ponto de vista do usuário, o Ubuntu Phone pode ser considerado um passo adiante na interface mobile, já que une a beleza e a modernidade do Windows Phone, a versatilidade do Android e a praticidade do iOS. Sutilmente, o diretor da Canonical deixou escapar que o aparelho deve estar no mercado ainda no primeiro semestre de 2013, mas não deu maiores detalhes. Resta saber quem será o primeiro parceiro e como a Canonical vai fazer para brigar com seu Ubuntu no concorridíssimo mercado de smartphones.

Fonte: Tech tudo

Tegra 4 não supera processador do iPad 4 em teste de desempenho

O Tegra 4, novo processador mobile da Nvidia apresentado na CES 2013, em Las Vegas, causou grande expectativa nos especialistas e no público. Prova disso é que não demorou muito para os primeiros testes de desempenho caírem na rede, pelo site GLBenchmark. Os resultados foram até positivos, mas o processador ainda não superou o A6X, presente no iPad 4, da Apple.
O teste foi feito utilizando o Dalmore, uma das duas placas de avaliação do Tegra 4 às quais os desenvolvedores de software têm acesso prévio. De acordo com os dados do GLBenchmark, o gadget testado tinha Android 4.2.1 Jelly Bean instalado, um display de resolução 1920 x 1128 pixels e rodava um chip Tegra 4 com frequência de 1.8 GHz.

A avaliação provou que o Tegra 4 tem, sim, um ótimo poder de reprodução de arquivos e conteúdo. Por exemplo, ele conseguiu alcançar a boa marca de 32.6 fps em teste feito no Egypt HD Offscreen com resolução 1080p. No entanto, ainda é pouco se comparado com o A6X da Apple, utilizado no iPad 4. No mesmo teste, o chipset da empresa de Cupertino marcou 49.6 fps.

É importante destacar, porém, que o Tegra 4 provavelmente passou por este benchmark em algum aparelho de testes e não em um dispositivo finalizado, o que pode influenciar nos resultados obtidos.

Fonte: Tech tudo

Google convida compradores do Glass para maratonas de desenvolvimento

Quem investiu US$ 1.500 na compra prévia do Google Glass já está começando a colher os frutos de seu investimento. Na última terça-feira (15), a Google enviou um email a todos os compradores do dispositivo que os convida a participar de maratonas hackers que devem acontecer em Nova York e São Francisco no final de janeiro.
Ambos os eventos têm como público-alvo os desenvolvedores que fazem parte do programa Explorer, que vão dedicar dois dias a criar aplicativos voltados especificamente para o Google Glass. Além de apresentar as características técnicas do acessório, a empresa vai realizar uma explicação da Mirror API — para facilitar o trabalho dos participantes, funcionários da Google estarão no local para auxiliar com possíveis dúvidas e problemas.

O segundo e último dia do evento vai ser destinado ao julgamento e demonstração dos trabalhos realizados, com direito à presença de convidados especiais. Em São Francisco, o evento acontece entre os dias 28 e 29 de janeiro, enquanto a maratona hacker de Nova York está marcada para acontecer entre 1 e 2 de fevereiro.

Fonte: tecmundo

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Site oferece namorada de aluguel para Facebook

Já comum em sites como o americano Fivver, o serviço de namorada falsa, no Facebook chega ao Brasil agora por meio do Fake Namoro. No site, o usuário pode contratar quatro diferentes planos: ficante, ex-namorada, namorada e namorada virtual, com o objetivo de enganar os amigos ou provocar ciúmes em uma outra pessoa.
 Os planos variam entre 10 e 99 reais, de acordo com a duração do contrato, que pode ser de três ou 30 dias. No mais simples, o usuário tem direito a três mensagens publicadas em sua timeline (o contratante é quem elabora os textos), divididas no intervalo de uma semana.

No completo (ainda indisponível), são 30 mensagens, publicadas durante um mês, além do direito de alterar o status para "relacionamento sério". No total, o usuário pode escolher entre quatro perfis falsos para se relacionar.

PowerbyProxi: alternativa para carregamento sem fio de eletrônicos

A CES 2013 já acabou, mas ainda é tempo de mencionar produtos interessantes da feira. O PowerbyProxi entra nesta categoria porque carrega eletrônicos com uma tecnologia sem fio mais eficiente que as disponíveis no mercado, segundo a OEM, companhia proprietária do sistema.
O funcionamento do sistema reside, num primeiro momento, em duas modalidades principais. Uma placa sobre a qual um smartphone, por exemplo, pode repousar enquanto é carregado; e uma caixa, que guarda aparelhos enquanto fornece energia a eles.

Outro invento da companhia é um uma pilha AA que também recebe carga elétrica quando está perto dos aparelhos com PowerbyProxi. Segundo a companhia, a bateria é a menor do mundo a embutir um receptor elétrico sem fio.

Segundo o anúncio, o equipamento é o único a carregar eletrônicos com a mesma eficiência de carregadores comuns, que ficam ligados à tomada. Ainda de acordo com a empresa, o índice é mantido em até três aparelhos simultaneamente e não há risco de super-aquecimento.

O produto deve chegar ao mercado num prazo de doze a dezoito meses. No vídeo abaixo, em inglês, é possível observar um pouco mais do seu funcionamento.

iPad mini ganha popularidade entre crianças após o Natal nos EUA

Dados divulgados pela empresa que produz o KinderTown, um aplicativo que cataloga e permite a busca por apps direcionados para crianças, mostra que o iPad mini ganhou muito espaço entre o público infantil após o Natal. O uso deste aplicativo é um bom fator de medição, uma vez que geralmente ele é instalado nos aparelhos que a criança usa.
 Segundo a empresa, após a data, sua base de usuários, que era de cerca de 200 mil, aumentou drasticamente. E uma boa parte destes novos acessos são referentes a usuários do iPad mini, o que significa que mais crianças estão usando este aparelho.

Estudando os números, fica claro que o Mini foi o aparelho que mais ganhou força. Entre os aparelhos da Apple, ele é o que mais ganhou popularidade, com 3% de variação. Em número absoluto de usuários, este valor representa um aumento de 297% de usuários antes e depois do Natal.

Entretanto, o período também mostrou outros 'vencedores': o iPod Touch, que não teve uma versão especificada, mas imagina-se que se trate no mais novo, da 5ª geração, e o mais novo iPad, da 4ª geração. Ambos, assim como o mini, tiveram variação positiva 3% em uso.
Outro dado curioso foi o aumento do uso do aplicativo no primeiro iPad. Embora tenha sido uma variação discreta, de menos de 1%, isto indica uma tendência dos pais de repassarem seus aparelhos antigos para as crianças, uma vez que o iPad 1 já até mesmo saiu de linha e não é fácil encontrar novos aparelhos.

 Fonte: Olhar digital

Google lança concurso para crianças criarem novos doodles

A Google está realizando um concurso que vai escolher novos Doodles para o maior buscador do mundo. Trata-se do Doodle 4 Google, que permite que crianças do jardim de infância e de até 12 anos enviem seus desenhos para concorrer a prêmios — que podem chegar a 30 mil dólares em bolsas de estudos. O tema deste ano é “O melhor dia da minha vida”, sendo que as crianças devem desenhar algo que remeta a isso.
Segundo a Google, o tema foi escolhido como “algo para encorajar a exploração do passado, presente ou futuro, assim como mostrar momentos ou pensamentos que vão desde o mais íntimo até algo maior”. A competição é válida apenas para crianças norte-americanas, e os candidatos podem enviar seus trabalhos até a metade do mês de março.

 Cada um dos 50 estados dos Estados Unidos terá um vencedor diferente. Além dos US$ 30 mil que o aluno receberá para custear seus estudos, as escolas em que cada um estuda também levará um prêmio de US$ 50 mil. Você pode conferir um pouco mais sobre o concurso — que já está em sua quarta edição — pelo vídeo que está no topo desta notícia.

Fonte: tecmundo

Política de garantia da Apple é alvo de processo na Bélgica

A Apple deve enfrentar problemas jurídicos contra consumidores na Bélgica nos próximos meses. Um grupo de proteção ao consumidor do país chamado Test-Aankoop decidiu entrar com um processo contra a empresa por desrespeitar as leis sobre garantia da União Europeia.
 A legislação da Europa afirma que os consumidores devem ser protegidos por dois anos de garantia ao comprar um aparelho. Entretanto, a Apple oferece apenas um ano de garantia e, para liberar mais um ano, requer a compra do serviço AppleCare+ de garantia extendida.

A organização afirma que, além de não cumprir a lei, a Apple não informa corretamente os compradores de seus direitos. O Test-Aankoop argumenta no processo que a companhia deliberadamente retém as informações sobre as leis da União Europeia que automaticamente extende garantias por dois anos sem nenhum custo adicional, com o objetivo de vender o AppleCare.


O The Next Web lembra que não é a primeira vez que a Apple sofre um processo sobre sua política de garantias na Europa. No ano passado, na Itália, a companhia já foi obrigada a pagar uma multa de cerca de US$ 1,2 milhões, além de ser obrigada a se encaixar na legislação e oferecer a garantia gratuita. Portugueses também deverão seguir o mesmo caminho.

Fonte: Olhar digital

Facebook lança serviço de busca dentro da rede social

Nesta terça-feira, Mark Zuckerberg realizou uma coletiva de imprensa para apresentar seu novo serviço: um buscador social. O cofundador do Facebook disse que a nova ferramenta vai se focar em pessoas, fotos, lugares e interesses.
É possível, por exemplo, buscar por um restaurante mexicano que algum de seus amigos tenha visitado. Os resultados irão mostrar os amigos que já comentaram sobre o assunto e suas opiniões sobre os lugares. As buscas também podem ser mais generalistas, como "fotos de Paris dos meus amigos" ou "amigos que moram em Nova York".

A novidade também oferece a possibilidade de buscar por fotos suas com seus amigos, e até amigos que tenham interesses similares. Por exemplo, ao digitar: amigos que gostam de Star Wars, o recurso mostrará uma lista com os colegas que curtiram a página ou comentaram algo sobre o filme.

As buscas podem ser refinadas com filtros, como local, gênero e grau de amizade. Outro exemplo de busca: Amigos de meus amigos que são solteiros e moram em São Paulo, mas são do Rio de Janeiro. A ferramenta ainda pode ajudar os usuários a encontrar um emprego, ao pedir que o Facebook busque amigos ou amigos de amigos que trabalhem em determinado local.
 
Fonte: Olhar digital

Vazam imagens do BlackBerry 10 com teclado físico

Imagens do possível BlackBerry 10 N-Series equipado com teclado físico QWERTY vazaram na internet. As fotos foram publicadas pelo blog BlackBerry Empire na última segunda-feira, 14. 
 O design do aparelho lembra os modelos BlackBerry Bold 9900 da RIM. O site não diz como supostamente conseguiu acesso aos produtos. A linha de smartphones BlackBerry 10 será anunciada no próximo 30 de janeiro. Na ocasião, a marca também ainda deve anunciar seu primeiro aparelho com touchscreen.

Ultrabook da CCE tem bom processador e gravador de CD e DVD

O ultrabook F7, desenvolvido pelos brasileiros da CCE, é a nova aposta da empresa recém-adquirida pelos chineses da Lenovo, em uma operação avaliada em 300 milhões de reais. Com tela ultrafina de 14 polegadas, o dispositivo é equipado com um poderoso processador i7 de terceira geração e roda Windows 8.
O ultrabook também conta com bateria de longa duração, que pode oferecer autonomia de até 5 horas, segundo a empresa. Em termos de design, o F7 tem acabamento elegante. Feito a partir de alumínio, tem apenas 20 milímetros de espessura e teclado na cor chocolate.

A CCE ainda optou por incluir ao modelo um item praticamente abandonado pela indústria: um leitor óptico com gravador de CD e DVD. Segundo a empresa, o ultrabook já está à venda por 2.199 reais. 

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Telas sensíveis ao toque foram destaque entre laptops lançados na CES 2013

Durante a CES 2013, que chegou ao fim na última sexta-feira (11), em Las Vegas, fabricantes exibiram novidades que abrangeram os mais diversos campos da tecnologia. No que diz respeito a notebooks, exemplares com telas sensíveis ao toque foram os maiores destaques. A tendência, que ganhou força com o lançamento do Windows 8, em outubro de 2012, chegou para ficar. E o TechTudo fez uma retrospectiva com os principais computadores apresentados durante a feira.

Dell
A série de notebooks Inspiron R, da Dell, é mais uma das que aderiu às telas sensíveis ao toque. Os modelos, equipados com Windows 8, podem vir com processadores Intel Core i3, i5 ou i7 e placas de vídeo opcionais NVIDIA GeForce GT640M de 2GB ou a AMD Radeon HD 8730M de 2GB. A memória em disco rígido mínima é de 320GB. Os displays podem ser de 14, 15 e 17 polegadas. Os dois menores oferecem resolução de 1366 x 768 pixels, enquanto a do maior é de 1600 x 900 pixels. Ainda não há previsão para a venda dos laptops no Brasil, mas a versão mais simples com touchscreen deve custar US$ 650 (R$ 1.320) nos Estados Unidos.

Já o ultrabook Dell XPS 13 ganhou atualizações e seu display de 13 polegadas agora terá resolução Full HD. Pesando apenas 1,3 Kg, o computador - cujo chassi é feito de metal com fibra de carbono - conta também com vidro Gorilla Glass. Ele vem equipado com a última versão do sistema operacional da Microsoft, processador Core i5 3317U, SSD de 128 GB e memória de 4 GB. O fabricante ainda não divulgou o preço da nova versão do XPS 13.

HP

A HP lançou dois novos Pavilion na linha Sleekbook. Ambos vêm com telas de 15,6 polegadas (e resolução de 1366 x 768 pixels), mas um deles segue à tendência do momento e é equipado com touchscreen. Apesar de finos e leves, eles não se enquadram nos critérios da Intel para serem considerados ultrabooks, porque utilizam APUs da AMD.

O modelo com tela sensível ao toque tem 23mm de espessura e vem com APU A8, 6 GB de RAM e 750 GB de espaço em disco. Já sua versão tradicional tem 21mm e configuração um pouco mais humilde: PU Trinity A6, 4 GB de RAM e 500 GB de espaço no disco rígido.

A HP confirmou que a venda dos aparelhos começa em fevereiro. O Sleekbook Touchsmart vai custar US$ 699 (R$ 1425) e a versão sem tela touch sairá por US$ 499 (R$ 1020).
 
Lenovo
 A Lenovo é uma das fabricantes que mais vêm investindo em tecnologia touch e, durante a CES, a empresa apresentou diversos modelos de notebooks e híbridos com telas sensíveis ao toque. Entre eles estão os ultrabooks IdeaPad U310 e U410 Touch. Com telas de 13,3 e 14 polegadas, respectivamente, eles têm 18mm de espessura e pesam menos de 2 Kg. Os aparelhos são equipados com a terceira geração do Intel Core i7 e operam com o Windows 8. O U310 deve começar a ser vendido no segundo semestre de 2013 e o U410 somente no meio do ano, com valores a partir de US$ 779 (R$ 1600).
A companhia chinesa exibiu também os notebooks IdeaPad Z400 & Z500 Touch, com telas HD de 14 e 15, 6 polegadas, que admitem até 10 toques simultâneos. Com foco em quem busca se divertir enquanto usa o computador, os notebooks vêm com processador Intel Core i7, placa Nvidia GeForce (ideal para que gosta de jogar no PC) e leitor de Blu-ray. A previsão é de que custem a partir de US$ 699 (aproximadamente R$ 1430) e comecem a ser vendidos ainda no primeiro semestre deste ano.
Ainda foram apresentados dois híbridos que, apesar de terem a função de tablets, contam com o Windows 8 como sistema operacional. O Yoga 11S pesa menos de 1,5 Kg, tem uma tela de 11,6 polegadas e processador Intel Core i5. Disponível em junho, o aparelho vai custar US$ 799 (R$ 1600). O display do ThinkPad Helix tem o mesmo tamanho do 11S, mas sua espessura de 1 cm, a resolução Full HD e a capacidade de girar 180 graus dão destaque ao híbrido. O modelo, que começa a ser vendido em fevereiro por US$ 1.499 (R$ 3.060), pode vir com processador Intel Core i3, i5 ou i7.

Fonte: Tech tudo

Acessório monitora a localização do seu cachorro e analisa sua atividade física

O Tagg é um acessório para monitorar a localização exata do seu cachorro, que você pode acompanhar em um mapa pelo seu smartphone, tablet ou computador. O pequeno aparelho fica preso a coleira do animal e tem um sistema de segurança que te envia uma mensagem de texto e um e-mail caso ele saia de casa ou se perca em um passeio.
 
Caso o dispositivo se solte da coleira, você também recebe um alerta. Além da segurança, o Tagg também tem outra função: monitorar toda a atividade física do seu animal de estimação. Assim você pode conferir se ele está passeando os 30 a 40 minutos diários recomendados pelos veterinários.
Você pode comparar a atividade física do cão diariamente e em longos períodos, tudo de acordo com o peso e o porte do cachorro, que você programa quando começa a usar o Tagg. O aparelho também torna simples a tarefa de compartilhar estas informações com o seu veterinário, ou até mesmo com os seus amigos.
O sistema conta com GPS e 3G e não envia sinais caso ele esteja em casa, só quando se afasta a uma distância. Esta é uma solução interessante para quem tem um cachorro mas trabalha fora o dia inteiro, e fica preocupado caso ele se perca. O Tagg custa US$ 100 (cerca de R$ 200) nos Estados Unidos.

Fonte: Tech tudo

Sua denúncia pelo Facebook realmente funciona?

Com mais de um bilhão de usuários ativos, o Facebook não poderia escapar de ser um reflexo da sociedade – mesmo no que ela tem de pior. Quem navega muito pela rede social sabe que não é difícil esbarrar em conteúdos inadequados. Seja pelo uso indevido de material gerado por terceiros ou por claras violações aos direitos humanos, várias páginas acabam sendo denunciadas por outros usuários. Mas será que isso funciona?
De acordo com as regras da rede social, se o post for uma violação clara dos termos de uso da plataforma, sim. Isso tem sido frequente em casos de quebra de direitos autorais e perfis falsos. Mas, se o assunto é conteúdo ofensivo, a denúncia pode ser perder na subjetividade dos avaliadores.

Como funciona

Quando você acusa um conteúdo no Facebook é preciso indicar uma razão para a denúncia. Em seguida, ela é avaliada por um funcionário – segundo o próprio Facebook, eles são centenas, estão distribuídos ao redor do mundo e entendem mais de 24 línguas. Disponíveis todos os dias para atendimento, a equipe responsável pelas denúncias é dividida em quatro grupos – Equipes de segurança, ódio e intimidação, acesso e de conteúdo abusivo.

A razão indicada para a denúncia é que filtra o que vai para cada equipe. Se um dos avaliadores considerar que o conteúdo denunciado realmente fere os termos de uso da rede, ele será removido e seu autor notificado. O autor também pode sofrer sanções às suas publicações – desde restrição de certas palavras e desativação da conta ao encaminhamento às autoridades competentes. 

Como proceder

Caso a página denunciada não seja apagada pelo Facebook, existem caminhos alternativos.
No primeiro semestre de 2012, a própria rede passou a encorajar o usuário a enviar a denúncia diretamente ao autor do conteúdo, a fim de resolver o problema sem a necessidade de intervenção de sua equipe. Essa é uma medida útil para questões mais leves - quando você conhece o dono da página ou quando a violação tenha sido cometida por desatenção do autor.

Caso o conteúdo que você queira denunciar viole as leis brasileiras, você terá mais sucesso fazendo sua denúncia diretamente à Polícia Federal ou ao SaferNet Brasil, que encaminha as denúncias ao Ministério Público Federal.

Por meio desses sites  é possível denunciar páginas que se enquadrem nas seguintes categorias: pornografia infantil, racismo, apologia e incitação a crimes contra a vida, xenofobia, neonazismo, maus tratos contra animais, intolerância religiosa, homofobia e tráfico de pessoas.

Fonte: Tech tudo