sexta-feira, 1 de março de 2013

Tendências em smartphones do Mobile World Congress 2013

O celular substitui a carteira - Sistemas de pagamento pelo celular vêm sendo desenvolvidos e testados há anos, mas ainda não são usados em larga escala. Isso deve começar a mudar neste ano. Muitos smartphones avançados já trazem um transceptor NFC, que vai possibilitar pagamentos por aproximação. No Mobile World Congress, Visa e Samsung anunciaram um acordo para colocar isso em prática. Diversos smartphones da Samsung sairão da fábrica prontos para realizar pagamentos na rede da Visa. Outros fabricantes devem seguir o exemplo.


Além da tela Retina - A definição das telas continua aumentando. Os aparelhos mais avançados nesse quesito já estão além do que o olho humano consegue perceber. No Mobile World Congress, um exemplo é o PadFone Infinity, da Asus, com tela Full HD de 5 polegadas. São 441 pixels por polegada. O iPhone 5 tem 326 pixels por polegada. Logo, o smartphone da Asus já superou a badalada tela Retina da Apple. O PadFone também pode ser acoplado a uma tela maior, transformando-se em tablet.

Smartphones baratos - Como muitos produtos onde a dose de inovação é alta, os smartphones eram caros quando surgiram. Agora, opções mais baratas vêm popularizando os aparelhos. No Mobile World Congress, a Samsung anunciou o primeiro smartphone com o sistema operacional Tizen; e, a Alcatel, um dos primeiros com Firefox OS. Os dois sistemas rodam em smartphones simples, que devem substituir os chamados “feature phones” – celulares que têm acesso à internet mais não se qualificam como smartphones.

Firefox OS - O sistema operacional Firefox OS pode ser usado em smartphones baratos e roda aplicativos baseados na web. No Mobile World Congress, a Alcatel-Lucent apresentou o One Touch Fire, um dos primeiros aparelhos projetados para ele. Além dela, LG, ZTE, Huawei e Sony devem usar o sistema. Já o Twitter anunciou seu app para Firefox OS, um exemplo que deve ser seguido por outras empresas. Se tiver sucesso, o sistema da Mozilla pode até brigar com BlackBerry e Windows Phone pelo terceiro lugar no mercado.